Banner Página Inicial

Divulgação

  • Divulgação3
  • AgresteLogo
  • RWEP

Isolamento e falta de recursos mantém Norte do País na rabeira da Educação

Escrito por master.

NorteComo todo o Brasil, região avançou nos últimos 20 anos, mas ainda continua muito atrás em relação aos centros melhor avaliados

por Júlia Rabahie, da RBA

publicado 11/08/2013

São Paulo – As grandes distâncias, o isolamento de muitas regiões, a falta de investimentos em estruturas adequadas, além de programas que preparem os professores para a realidade das comunidades amazônicas, são fatores que fazem da região Norte do país a mais atrasada na educação escolar. Essa é a avaliação de especialistas ouvidos pela RBA a partir dos dados do Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM), divulgado no último dia 29 pelo escritório da Organização das Nações Unidas em Brasília.

UMA REGIÃO HETEROGÊNEA - Um panorama da educação na América do Sul

Escrito por master.

América do SulVARIAÇÃO DOS DOIS INDICADORES EDUCACIONAIS CONSIDERADOS NOS PAÍSES SUL-AMERICANOS ENTRE 1980 E 2010

O critério para avaliar o padrão escolar de um país ou região é necessariamente comparativo: como é o presente em relação ao passado e como é sua situação em relação aos demais países ou regiões. Com essa perspectiva, vamos ver como está a América do Sul

por Otaviano Helene - http://www.diplomatique.org.br/

A educação é um fator que revela, além de muitos outros aspectos, o nível de desenvolvimento social e cultural de um país ou região, bem como sua possibilidade de produção econômica. Em outras palavras, não há nenhum caso de país que possa ser considerado socialmente desenvolvido sem ter um bom padrão educacional.

ENSINO SUPERIOR - Em fusão, Kroton e Estácio tendem a ampliar educação a distância, demitir e elevar lucros

Escrito por master.

Ensino SuperiorProfessores temem que fusão das gigantes eleve preço das mensalidades, traga mais desvalorização profissional e reduza investimentos no ensino presencial e qualidade já inferior no setor.

por Cida de Oliveira, da RBA
http://www.redebrasilatual.com.br/

São Paulo – A compra da Estácio pela Kroton, que tem de ser aceita pelos acionistas de ambos os conglomerados antes de ser aprovada pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), vai unir as duas concorrentes numa negociação estimada em R$ 5,5 bilhões. Separadamente, as gigantes da educação privada já registram lucros crescentes. Juntas, tendem a elevar ainda mais os ganhos com a concentração e domínio do setor. Trabalhadores e alunos, porém, devem somar prejuízos.

A sensação dos 7×1 continua forte – Artigo

Escrito por master.

SolRoberto Pereira D’Araujo // http://ilumina.org.br/

O título desse artigo também poderia ser “O Sol que ninguém enxerga”.

Abaixo, uma comparação aproximada do nível de insolação da Alemanha e Brasil.

Como no território Brasileiro cabem 23 Alemanhas, o nosso potencial solar dá de 46 x 1 na Alemanha.

Mas, será que nos vingamos dos 7 x 1 ou aqui também nós perdemos?
Nada como uma experiência pessoal para perceber o grande atraso no qual o Brasil está mergulhado.

Fiz um orçamento para a instalação de placas fotovoltaicas na minha residência através de três empresas. Com pequenas diferenças, a estimativa é que com a cobertura de 27 m2, o meu telhado seria capaz de gerar 4.700 kWh/ano, uma média de 390 kWh/mês.

"Nobel de Matemática traz reconhecimento para o Brasil"

Escrito por master.

Medalhahttp://www.dw.de/

Brasileiro Artur Ávila foi reconhecido por sua contribuição à teoria dos sistemas dinâmicos. Em entrevista, o pesquisador Matheus Grasselli fala sobre a pesquisa do jovem matemático.


Nesta quarta-feira (13/08), o Brasil finalmente entrou para o rol dos países cuja ciência é reconhecida internacionalmente – graças a um carioca de 35 anos: Artur Ávila. Ele se tornou o primeiro latino-americano a receber a prestigiosa Medalha Fields, também conhecida como o "Nobel da Matemática".
De acordo com a União Internacional de Matemática (IMU, na sigla em inglês), que concede a premiação a cada quatro anos desde 1936, as "profundas contribuições" de Ávila à teoria dos sistemas dinâmicos "mudaram a face do campo ao usar a poderosa ideia de renormalização como princípio unificador".